6.18.2016

Festa do imigrante

Todos aos anos no Museu da Imigração, ali no bairro da Mooca, acontece a festa do imigrante. Um evento com o intuito de resgatar um pouco da história e cultura das 2,5 milhões de pessoas que passaram pela antiga hospedaria de imigrantes (onde hoje é o museu). Com barraquinhas de todas as nacionalidades com comidas típicas, apresentações de dança e muita animação.
Fomos no último sábado do evento, estava muito cheio mas, pudemos aproveitar bastante. Comemos um lanche turco e um empadão chileno e tomamos uma bebida russa. Tirando a bebida, que não curtimos muito, o restante estava muito bom. O lanche turco estou até agora desejando outro, pena que não lembro nem o nome para conseguir pesquisar e fazer em casa ;D
Nesse mesmo dia estava acontecendo uma gravação do programa Okay Pessoal do SBT, se alguém assistir e repara que no fundo, quando o apresentador estiver entrevistando o pessoal da barraca da Rússia, terá um casal fazendo cena, dando beijinho e rindo com classe sqn. Esse casal bem normal somos nós, hahaha.
A festa já acabou mas, quem quiser conhecer o museu vale muito, já havíamos visitado antes e é um local muito bacana. Para quem tem descendência pode encontrar nos registros o nome de algum parente que passou por ali, conhecer a hospedaria, os objetos usados na época... 
Quer o endereço?
Rua Visconde de Parnaíba, 1316 Mooca - São Paulo, SP.
Pertinho da estação Brás do Metrô e CPTM.

6.08.2016

Edifício Itália, SP

Considerado um dos maiores prédios do Brasil, o Edifício Itália encontra-se na região da República, no centro da cidade de São Paulo. Ocupado em sua maioria por escritórios, é uma construção tombada devido a sua arquitetura e assim como outros edifícios conhecidos da cidade, libera visitas ao terraço e foi o que fizemos em janeiro. As visitas são gratuitas e feitas pontualmente as 16:00 de segunda a sexta mas, precisa chegar um pouco antes para retirar a senha já que, a procura é grande.

Uma foto publicada por Pâmela Teles (@pam.teles) em

Assim como na visita ao Martinelli, o período é de mais ou menos uma hora e podemos fotografar a vontade, conhecer todo o local e se retirar quando quiser. De lá conseguimos avisar toda a cidade, a marginal, o Templo do Salomão, Catedral da Sé, o Copan que está do lado do Edifício Itália, até o Anhembi consegue ser visto de lá, entre outras coisas como, os ricos sendo ricos no restaurante de rico que fica também no terraço mas, que não temos acesso, a não ser que tenhamos uma carteira bem recheada para desfrutar do local, o que não era o nosso caso, fomos somente para conhecer vista da cidade a partir de lá que, por sinal, é muito bonita. 

Uma foto publicada por Pâmela Teles (@pam.teles) em

E vocês, conheciam o Edifício Itália?

5.22.2016

Vespas Mandarinas

Pensa em um casal que ama ir em shows, somos nós. Se o dinheiro desse, iriamos em todos os shows do mundo, poderíamos viver disso, ir em shows e escrever matérias para uma coluna de alguma revista legal ou para um blog, quem sabe?! Se o plano de ser engenheiro e arquiteta não derem certos, além de viver de artesanato, podemos pensar nessa ideia dos shows, hm. Enquanto isso não vira realidade, vamos juntando moedas para os shows que estão por vir e indo em shows gratuitos como esse que rolou no centro, próximo ao mercado municipal.
Quem se apresentou foi a banda Vespas Mandarias, banda paulista da qual meu namorado curte muito e cá entre nós, eu também curto muito mas, vivo dizendo que a banda é ruim só porque sou chata hahaha.  Como a apresentação era em um espaço aberto, poderia entrar com câmera fotográfica semi ou profissional, então que levei a minha e fiz essas fotos, que seria para nossa recordação mas, ele namorado bacana, logo teu a ideia de publicar aqui para que, mais pessoas conheçam a banda :)
 
Todo mel da flor © todos os direitos reservados
design e código por gabi melo • Flor por João vinícius